quarta-feira, 6 de junho de 2012

Depois, a vantagem deste blogue

É deixar os desejos impulsivos ali para o lado dele.

Neste momento, não tenho uma única peça que ande a moer o meu juízo. Nenhuma pela qual suspire. O controlo dá nisto. Rapidamente, descarto qualquer coisa que me pisque os olhos para um relacionamento não sério. Só aparecem coisas mornas. Ficam no cabide.

Assim, tenho toda a liberdade para mergulhar no mundo masculino, sem consequências.

Neste momento, ando obcecada por estes padrões e pormenores:

Riscas fininhas, especialmente se conjugadas com bolas, dentro das mesmas cores. Azul é aposta sempre ganha mas funciona com tantas outras cores. Não me canso deste conjunto.

Riscas fininhas, especialmente azuis e brancas em blazer. Para mulheres também, porque não? No meu caso, já descartei com uma compra semelhante que não me ficava assim tão bem, feita há uns anos. Quem sabe, um blazer mais curto (der por baixo da cintura e não pelas ancas) seja outra coisa.

Este é da Ermenegildo Zegna . Não sou lá muito louca por este tipo de bolsos mas é um casaco desportivo e versátil que fica sempre impecável.


Xadrez com xadrez em materiais e tons de Verão. Se alguém souber onde encontrar uma gravata igual/semelhante, avise que adquiro uma para mim. As cores são qualquer coisa. Para os mais tímidos, é só combinar com peças lisas.


Laços de Verão, feitos à mão da E.W. McCall.

4 comentários:

Gaffe disse...

Concordamos com as primeiras propostas, hesitamos nos laços.
Mas gostamos tanto do ressto!

Alexandra disse...

:)

Os laços são uma questão de atitude.

Bruno Carmona disse...

Também gosto muito de fatos às riscas. Apesar de darem muito nas vistas.

De laços é que não consigo gostar. Talvez seja preconceito meu mas aho que eles não fazem muito pela masculinidade.

Alexandra disse...

Deste tipo de riscas não gosto de ver completos.

É a ideia mais comum. Acho que se forem usados com inteligência não só ultrapassam isso como ainda criam alguns pontos extra em curiosidade, mistério, inteligência, classe e até irreverência.

Não são para todos, é verdade. Aqui há tempos fiz um post sobre laços, onde referi isso.

http://saia-calca.blogspot.pt/2011/10/geek-ou-charme.html