sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Romã


Num dia cinzento, chuvoso e ventoso como este, nada como uma boa pincelada de cor para animar e até para sobressair entre outros cinzentos.

É oficial, a minha nova onda são os casacos de cor para eles. Não adiante fugir, senhores ou rapazes. Não acredito que não gostariam de ter a pinta deste senhor.

Por outro lado, as controversas golas altas também piscam-me os olhos. Estarei a esticar-vos a corda?

5 comentários:

Bruno Carmona disse...

Não me importava nada de ter o casaco, é muito bonito (para além da cor gosto bastante do detalhe das linhas de botões fazerem um V, fica muito masculino). E está bem cintado o que faz toda a diferença.

Gosto muito desta cor (chamo-lhe vermelho sangue) e é mais conjugável do que se imagina. Tenho um pullover nesta cor e gosto bastante dele.

De gola alta também gosto mas em Lisboa nunca faz frio suficiente para usar por isso não tenho.

Por essa razão dificilmente comprava um sobretudo nesta cor. Uso tão poucas vezes por ano que dificilmente se justifica ter mais do que um ou dois. E para ter dois faz mais sentido ter nas cores mais básicas (marinho, bege ou preto).

Existe muita roupa de inverno apetecível mas que não é feita para latitudes tão temperadas como a nossa.

Bruno Carmona disse...

Esqueci-me, gosto muito de ver esta cor em desert boots. Da próxima vez que me cruzar com umas que goste compro-as :)

Alexandra disse...

Tenho feito poucos posts dedicados aos homens mas não consegui ficar indiferente ao casaco. A imagem fala por si.

A cor é deslumbrante, fica lindamente a brancos e morenos de pele e em qualquer cor de cabelo. Em botas deve ficar o máximo.

Em Lisboa não faz frio? Raça de género encalorado! Quero vestir coisas mais "apresentáveis mas só me ocorrem o blusões de penas, botas de pêlo e amigos similares, muito confortáveis mas esteticamente pouco apelativos.

Para a dança é igual. Chego ao estúdio com camisolas de lã sobre o maillot, perneiras de lã até ao início das pernas e meias de lã bem grossas sobre as sapatilhas. Irra! Quem me dera!

:)

Vic disse...

Desta vez não partilho o entusiasmo, Alexandra. Nesse particular, sou mais clássico (a verdade é que também não tenho a idade do rapazinho da foto).
Não direi como o Bruno que em Lisboa não faz frio suficiente para se usarem determinadas peças, mas também só tenho 2 sobretudos, um cinzento espinhado e um camel, e são de tão boa qualidade que não espero comprar outros tão depressa.
Já quanto às golas altas, uso pouco, não porque não sinta frio, mas porque o meu pescoço é muito "esquisito", e não se sente bem apertado (nesmo de camisa e gravata, o último botão da camisa estã sempre desapertado).
Acho que tenho que publicar umas aquisições recentes :)

Alexandra disse...

Este casaco não só intemporal mas é para todas as idades. Só falta o arrojo. ;)

(Se fosse homem, acho que sofreria do mesmo problema com os apertos nos pescoço.)